1 de setembro de 2014

Jaragua - Paraiso do Voo Livre



De Agosto ate o inicio das chuvas, Jaraguá, Goiais, é o meu o novo paraíso.
Assim como no ultimo ano, voltei para sentir a verdadeira essência de voar que é decolar ainda na parte na manha e voar, se possível, ate quase o ultimo raio de sol.


Novamente tudo foi fantástico, fiquei uma semana e fiz trés voos, todos com mais de 100 km. Um de 100, e dois acima de 200 (215 e 202). E foi neste, de 202 km, que considero um dois melhores voos que já realizei neste mais de 32 anos voados, não pela distancia, mas sim pela dificuldade. Dia de céu azul, teto baixo e uma "capengada" na decolagem que me fez perder quase 1h brigando pra não pousar, cheguei em certo momento, mesmo depois de já ter entrado no voo, em desistir, chamar o resgate pelo radio, escolher um pouso próximo a alguma estrada e voltar pro hotel.




Mas a logística para estar ali é enorme, carro que vai com a asa, avião ate Brasila e mais 2:30h de asfalto e etc... não. não vou pousar, é tarde, estou atrasado pra um voo longo, voo turbulento, teto baixo, céu azul, rota desconhecida, sozinho, mas isso é o voo livre, então resolvi que ia voar ate onde conseguisse.
Já estaria "contente" se chegasse na casa dos 100, varias vezes abri o cinto pra pousar mas sempre encontrava aquela térmica salvadora que me dava cada vez mais entusiasmo, e assim foi por toda a tarde, quando percebi o relógio já se aproximava das 18h e havia passado dos 200km, fantástico, pousei naquele final de tarde no meio de um pasto com aquele sensacao que apenas nós podemos sentir.

  video

Este pequeno video foi apos o pouso falando com o meu resgate, Sebastião, o Boi. É uma tranquilidade num voo deste ter a certeza que existe alguem na missão única de te encontrar, apesar de voarmos com SPOT, radio e etc mas nada melhor que pousar e o carro próximo, ainda mais trazendo aquela cerveja muito gelada. Depois disso é curtir e dirigir uns 300 km de volta pro hotel e começar tudo outra vez. Agora só me resta esperar por 2015. Bons voos !!!