28 de setembro de 2012

Rio a 1400 metros no final de tarde


Depois da passagem de uma forte massa polar que derrubou s temperatura e trouxe muito vento e chuva, o Rio amanheceu com um céu azul intenso, pressão alta e vento forte no quadrante W/SW. Imaginei que quando o vento virasse mais pra SW a farofa seria enorme.


Mas muito rápido o azul sumiu em virtude de muita umidade criando alguns pontos de chuva, mas a fissura falou mais alto e fui pra rampa cedo dando uma bicuda no trabalho e investi que a condicao iria melhorar.
Depois de montar a asa e toda minha "traquitana" para as fotos bateu aquele arrependimento pois a condicao não melhorava e o vento continuava forte e ainda "virado".


Depois de quase desmontar e já nos "últimos minutos da prorrogacao" tudo mudou e decolei, o vento ainda era de SW e sabia que a volta do Cristo seria complicada e um pouso em Ipanema era mais que provável. Mas fui premiado e na volta vi formar uma nuvem que me levou a 1380 metros, ai foi só festa com um visual alucinante e aquela luz linda do meio da tarde.

Valeu a investida e o corre corre depois pra tentar trabalhar um pouco....










8 de setembro de 2012

Brasilia 2012 - Open Brazilia 2012




 












Não sei bem o porque mas desde 2011 quando aconteceu um acidente fatal no ultimo dia de competição com um grande amigo em Brasília, e infelizmente vi do chão incrédulo aquela tragédia, falei para mim mesmo que no próximo ano estaria de volta e ficaria por um período maior.















Brasília esta para o voo livre como o Hawai esta para o surfe, tudo pode ser "over", da decolagem com aquela ventaca que muitas vezes impressiona, o voo com suas imensas e fortes térmicas, as queimadas poderosas e as os muitos "dusts" correndo pelos arados e o famoso e charmoso pouso na "Esplanada dos Ministérios", eh um desafio que mexe com a adrena de todos nos.















  
Mas o melhor eh que este ano foi um dos melhores, foram sete voos e sete pousos na Esplanada, tudo perfeito, decolagens tranquilas, térmicas poderosas com muitas formacoes.
Todos foram unânimes em afirmar a felicidade de ter voado esta temporada sendo o melhor de tudo sem nenhum acidente alem de raras barras quebradas.
















Também foi a estreia da minha Laminar Z9 - 13.7 que havia acabado de chegar e nem tinha certeza se iria com ela ou com a Aeros Combat pois ainda não havia voado muito com ela, mas apesar do pouco tempo me senti bastante confortável em todos os dias.














 Ano que vem estaremos de volta ate porque não sabemos ate quando poderemos usufruir deste local magico que corre o risco por forca do "desenvolvimento" ser o ultimo. Torçamos que não...