4 de maio de 2010

Timbis Beach - Bali - Indonésia

.

.
Nosso amigo Tipe Saboya sempre nos saboreia com relatos e fotos deste paraiso, vive quase numa "ponte aerea" entre Rio e Bali, nada mal pra que curte voar, surfar, pescar ou simplesmente nao fazer nada e apenas contemplar....

O lugar é de dar inveja ainda mais quando ele conta em detalhes tudo que ele faz por la, numa dessas conversas pedi um pequeno relato e algumas fotos.

Tipe, estou de malas prontas e a culpa é sua, vai ter que me aturar por ai....



TIMBIS BEACH – BALI – INDONESIA

(Texto e fotos por Tipe Saboya)

Na ilha de Bali existe um pequeno paraíso para os praticantes de esportes de natureza. A península de Bali conhecida como Bukit, proporciona na maior parte do ano ótimas condições para quem gosta de voar, surfar, mergulhar e velejar.





Na alta temporada (Abril a Novembro), o vento predominante garante aos surfistas “off shore wind” nas praias de Uluwatu e Padang Padang, e aos voadores “on shore wind” nas praias de Timbis e Nyang Nyang.



O
Bukit é formado por falésias com alturas que podem variar de 40m a 200m. No lado sul está Timbis Beach, um lugar lindo e perfeito para a prática do vôo-livre. Em 1989 os pilotos brasileiros Guilherme Gama, Henrique Maleta mais conhecido como “Papagaio”, e o francês Bernard Fodê, fizeram ali os primeiros vôos de asa delta dando início ao vôo-livre em Bali. A partir desta data, Timbis foi ficando conhecido, ano após ano, como um dos vôos mais panorâmicos do mundo.





A decolagem fica a apenas 70m do nível do mar e de frente para um cenário deslumbrante. Muito verde, praias de areia branca com água cristalina, plantações de algas marinhas sob as bancadas de coral, templos hindus em meio a hotéis cinco estrelas, e cada por do sol e nascer da lua que faz você se sentir a pessoa mais feliz do mundo.
.



A partir de Setembro, o vento começa a inclinar para SW, o que proporciona vôos de até 12km de distância ao longo de toda extensão do cliff. A parte mais alta do cliff chama-se Nungalah, e é totalmente voltada para o sul. Ali é o “gatilho” para se chegar na base da nuvem. Em dias com boas formações de nuvens pode-se chegar a alturas acima dos 600m. Porém o “teto” é baixo e não tem pouso seguro se voar a favor do vento em direção a Baía de Jimbaran que fica ao lado do aeroporto internacional de Bali. Alto na base da nuvem em Nungalah, uma boa opção é seguir em direção a Uluwatu Temple para fazer uma foto o mais perto possível do templo. Seria o nosso Cristo Redentor de Bali...




O vôo é extremamente estável e com parapente é possível pousar na decolagem de duplo, trocar o passageiro sem desinflar a vela, e decolar novamente repetindo esse processo quantas vezes quiser. Passar de parapente solo ao longo da decolagem voando a centimetros do chão é a maior curtição.



A melhor opção de pouso de asa é em Timbis, onde após algumas horas de vôo é inevitável um mergulho nas piscinas de corais para se refrescar e brincar um pouco com a fauna marinha em uma água morna enquanto o carro não chega para fazer resgate a beira mar. Se você tiver sorte, poderá ainda curtir uma cerimônia hindu no templo que fica em frente ao pouso e desfrutar do som dos músicos balineses. Todo esse clima único faz você praticamente transcender no paraíso!





Como Timbis é um lugar extremamente seguro de voar devido a inexistência de turbulência ou rotores, um programa imperdível, é decolar a noite ao nascer da lua cheia. A sensação que se tem é que você pode tocar na lua, e chorar de felicidade não é difícil...





TIMBIS está em um momento totalmente diferente se comparado com 20 anos atrás onde se voava em uma paisagem totalmente virgem e inóspita. Hoje o relevo passa por uma enorme transformação. Empreendimentos imobiliários de milhões de dólares estão sendo construídos. Resorts, spas, vilas, mansões e hotéis de luxo não param de “pipocar” na beira do cliff. Toda costa do Bukit já está vendida para grupos asiáticos que passarão as próximas décadas construindo ali.


.
Acredito que o vôo-livre já esteja “tatuado” em Bali e já faça parte do cenário daquela região. Hoje em dia já existem campeonatos de asa delta e parapente, pode-se ver diversos vídeos no YouTube com imagens lindas, e recentemente foi batido o recorde com 99 parapentes voando simultaneamente com direito a matéria na revista da companhia aérea da Indonésia, a Garuda Airlines. O lugar já é famoso entre pilotos da Asia, Europa e Estados Unidos. Sendo assim, o risco de perder a decolagem para o crescimento imobiliário fica cada vez menor.



No caminho para o Bukit, é sempre uma dúvida se deve-se seguir em direção as ondas tubulares de Uluwatu, ou se a melhor opção do dia é ir curtir o vôo-livre em Timbis.
A verdade é que pode-se fazer os dois no mesmo dia pois um fica a poucos quilômetros do outro.





Uma vez que se aprende a voar, você está condenado a passar o resto da vida olhando para o céu. E fica aqui um agradecimento especial ao meu mestre Miguel Tavares que me ensinou a voar de asa, e ao meu mestre Bernard Fodê que me ensinou a voar de parapente. “Obrigadosenhores”!!!
.
.
Valeu Tipe,obrigado pela matéria. Estou chegando......
.

4 comentários:

  1. Alucinante ! Vida pura Tipe ! Parabens pela materia e pelas fotos. Bali Bagus ! Rodrigo Lima

    ResponderExcluir
  2. Tipe ! Parabens pela materia e pelas fotos, adorei mandou bem um forte abraco BTK

    ResponderExcluir
  3. VIVER. É FAZER O QUE GOSTAMOS DEUS. NOS DA A VIDA E TEMOS A OBRIGAÇÃO DE PROPORCIONAR A ELA TUDO QUE ELA TM DIREITO. É ISSO QUE VC FAZ... PARABÉNS

    ResponderExcluir
  4. Oi, eu sou Hang2 e vou para Bali agora em Abril e queria voar Asa Delta la e estou buscando um instrutor que alugue a asa delta e me de umas aulas. Meu e-mail e' Marcio.Andrade211@gmail.com e meu Skype e' MarcioAndrade1982. Por favor me contacte. Valeu :)

    ResponderExcluir

A sua crítica é fundamental para melhorar meu blog. Vamos lá, deixem seus comentarios, criticas e sugestoes!

Abraços e bons voos
Nader