21 de dezembro de 2008

Minhas asas, uma questao de amor!!!



Neste finalzinho de ano chegou minha nova asa, mais uma Combat L (13,5). Difícil não dizer que sempre amei todas.

Em mais de 20 asas apenas uma realmente não gostei, não quero ser tão infiel e dizer o "nome", quem sabe não era ótima e eu é que não a "entendia".....

Mas a verdade é que acabo criando uma relação de intimidade e amor com todas, afinal elas me proporcionam momentos de prazer e nunca reclamam de nada. E olha que após cada voo todas ficam "abandonadas", "largadas" ou "amarradas" em cima de um carro ou no canto de uma garagem....

Bem, mas sem exageros, ando numa paixão enorme com a Combat, da prazer em voar!!! Ela é macia, ágil, rápida e como sobe nas térmicas. A que esta indo como a que acabou de chegar são fantásticas.

Ai estão algumas fotos do primeiro voo dela......obrigado Combat!!!!








.
este é o "Boi", meu fiel escudeiro!!!

10 de dezembro de 2008

Fotografando em Petropolis

Neste mês de dezembro tentei clikar umas fotos na região de "Petro" que venho pensando a muito tempo.

Quando a condição é de W/SW da pra voar na direção de Cachoeira de Macacu que tem um visual das cordilheiras entre Petropolis e Friburgo de "tirar o fôlego". Quando "pegamos" um teto mais alto o voo fica totalmente deslumbrante pois as cachoeiras, prateleiras, vales e também o conhecido "Dedo de Deus" vão surgindo a cada km voado, uma magia sem fim!!!


o dia prometia!!!

Neste dia tudo pareci perfeito, W/SW, teto com boa altura e muita formação mas ainda no carro observava e me preocupava, pela hora, um teto já muito formado. Chegamos e montamos o mais rápido possível, inclusive meus quase 2kg de equipamentos fotográficos que fazem minha asa parecer um caminhão de "pneu furado", mas tudo pelas imagens!!!!

A primeira hora de voo foi perfeita, mas já dava pra perceber que a umidade estava forte e que o céu iria saturar muito rápido. Não deu outra, em minutos tudo fechado e apenas 40km voados e poucas fotos tiradas alem de um pouso num dos raros pastos "pouco encharcados" e cercado de arame electrificado por todo lado, coisas do voo livre". Mas novas fotos seram tentadas e com certeza clikadas do forma que quero.


Flavinho decolando de parapente


logo apos a decolagem


na vertical de Petro tirando pro cross


chegando no "Morim"


o céu ainda esta perfeito


chegando nas antenas do "Morim"

....ainda lá


O "Dedo de Deus" ao fundo


começando a rastejar já com o ceu saturado


pousado, molhado e "eletrificado" só me restava sorrir!!!