13 de setembro de 2008

Expedição planador 2008



Fui convidado pelo Sergio a participar de uma expedição de planadores pela região centro oeste e nordeste do Brasil, sairíamos de Formosa, em Brasília com destino a Juazeiro do Norte.

A principio eu não tinha muita certeza em ir, eu me sentia um “peixe meio fora d’água” afinal era um piloto de asa no meio de vários pilotos de planadores. Mas como por algumas vezes tive o prazer de voar com o Sergio e já conhecia muitos deles resolvi aceitar. No fundo somos todos bem parecidos. Desfrutar deste passeio e aprender mais com todos eles seria uma experiência inesquecível.


Sergio nas filmagens com Sylvestre

O engraçado é que com o passar dos dias parece tudo a mesma coisa, asa e planadores se confundem. Voamos com as mesmas teorias apenas nos diferenciamos na performance, no resto tudo igualzinho, antes de decolar é sempre aquela expectativa. Em vôo são as mesmas perguntas e as mesmas respostas e no final do dia os ‘se eu tivesse” são sempre comentados assim como os exageros, as adrenas e as pequenas “mentiras”, tudo exatamente igual ao da minha turma.


sem parar de rir

A "infra" montada estava perfeita, não faltava nada. No sábado iniciamos nossa expedição com destino a Barreiras na Bahia. Dia clássico, teto com 3000 do chão, acho que foi o dia mais alto de todos. Perna de mais de 500km


rota da viagem
Depois fomos de Barreiras pra Jacobina, esta etapa deu um "calor" nas maquinas e pilotos. Um vento de 40km/h alinhado em nossa proa fez com que eu, voando com Improta e Thomas ficássemos em Irecê a 140km de Jacobina. Roupa do corpo e mais nada, apenas compramos escovas de dentes e partimos pra um hotel.....hotel?....Bem, "roubadinhas" é que dão a graça nestas viagens.
No dia seguinte partimos pra Jacobina, a chegada foi um deslumbre pois como toda região faz parte da Chapada Diamantina não é preciso dizer mais nada.



céu mais clássico impossível

Nesta noite decidimos, em virtude da metereologia, abortar a ida a Juazeiro do Norte e voar mais para o interior na direção da cidade de Luiz Eduardo Magalhães, mais uns 550km. Vôo “ralado” mas todo mundo chegando. Como o local apresentava um alto potencial e muita beleza resolvemos ficar mais um dia pra explorar a região. Infelizmente uma ‘zona”de alta pressão estragou muito a condição mas mesmo assim voamos algumas horas curtindo uma bela paisagem.


eu e Fabio no seu Stemme

Na quinta-feira partimos com proa de Formosa, céu azul mas muito bom. Voei com o Fabio no seu Stemme e fizemos um vôo maravilhoso, passamos por lugares que pareciam não existir, estava mais pra “Marte” do que pra “Terra”. Voamos alto praticamente todo o tempo.

A noite em Formosa decidimos que na sexta arriscaríamos um vôo raro de ser feito. Como uma frente ameaçava chegar, tentaríamos antecipar nossa volta e tentar fazer Formosa /Bebedouro "no stop", mais de 600km. Pra alegria o vôo foi realizado e chegamos em Bebedouro em quase 6h de voo. No final voamos em torno de 2.700km em 6 dias.


as filmagens continuam

Tudo foi filmado pelo incansável diretor de imagens Sylvestre Campe que registrava tudo que era possível. Nos planadores foram colocadas micro câmeras pra tentar passar nossas emoções. Em alguns dias teremos um clipe de 3 minutos e mais adiante um pequeno documentário.

Só posso agradecer ao Sergio e a todos por esta oportunidade de aprender um pouco mais e compartilhar estas emoções, alem de um enorme espírito de camaradagem e amizade......show de bola!!!!
A expedição 2009 já esta fechada!!!!


paisagens incríveis


só curtição


Thomas "enroscando" ao lado


início da Chapada Diamantina


cordilheiras de Jacobina


planaltos recortados por "buracos" imensos


Fabio no comando do Stemme



rasante em Bebedouro....
chegada vindo de Formosa


na pilotagem


visual lindo


pouso "fora"aqui não existe


Thoams na "ala"


ainda ele


"buscando" as formações


final de tarde cruzando o "Rio Grande"


foto complicada de tirar


na proa


novamente em ala


indo pra "base"


um pouco de "sombra"


enroscando


ficando alto


decolagem de Irece na Bahia


olhando pra "traz"


plantações na epoca da "seca"


enroscando nos "pivos" de irrigação


pousado em Jacobina


indo pra Formosa


voando no "azul"
aproximando em "Formosa", Brasília
agricultura a "perder de vista"
em "Formosa"


"viola" no pouso em Jacobina

alto mais uma vez

em Bebedouro, São Paulo

com topografia assim só cruzando alto

lindo!!!

céu perfeito pro vôo

Marte ou Terra?

por do sol no interior da Bahia

7 comentários:

  1. Essas fotos só podiam ter sido batidas por vc, a tua cara!!como sempre se superando e surpreendendo, sabe tudo!!!!!!!!
    Estou orgulhosa rsrsrs
    beijosssssssssss
    Tay

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente lindas as fotos.

    Viagem dos sonhos de qualquer bicho de nuvem!

    Parabens, e que seu Disco Rígido (mente) não as apague jamais!

    Erick Vils
    www.vils.com.br

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Nader! Lindas as imagens, e alucinante a expedição! Um clipe com os melhores momentos, ficaria exepcional!
    Grande abraço. Bons Vôos.

    ResponderExcluir
  4. Nader, dá para ver que nossos blogs são gêmeos bivitelinos. suas fotos sensacionais !!!!! Vou linkar seu blog ao meu.
    Abraços !

    ResponderExcluir
  5. Realmente vc é um voador genial...
    Parabéns...
    O seu amor pelo vôo é tão incrivel e especial,que vc trasmite Luz e energia positiva pelas suas fotos...
    Um anjo no céu...

    ResponderExcluir
  6. Nader sensacional como sempre as suas fotos.. sem a sua permissão ate salvei as de jacobina aqui no meu pc.. rss. amigo espero um dia encontrar vc por esse céu afora e esperamos vc em jacobina mais vezes.. grande abraço

    ResponderExcluir
  7. Cliques perfeitos, num céu perfeito. Salvei algumas p álbum. Sempre parabéns, voador. Bjs.

    ResponderExcluir

A sua crítica é fundamental para melhorar meu blog. Vamos lá, deixem seus comentarios, criticas e sugestoes!

Abraços e bons voos
Nader