5 de dezembro de 2007

Planador - Roubada em Paracambi



Sergio pilotando seu Taurus


Na época tinha conhecido meu amigo Sérgio a muito pouco tempo mas rapidamente nossas paixões sobre o vôo nos aproximou. Meu primeiro contato com ele foi após um pouso que fiz no clube CEU em Jacarepagua quando tentava uma travessia de Nova Iguacu para São Conrado na minha asa delta.



nós e as vacas.....


Não demorou e estávamos juntos voando em seu fantástico moto planador Taurus sem saber que fortes emoções nos aguardavam. Em nosso segundo vôo encontramos uma condição bastante razoável na região de Madureira e Nova Iguacu, voamos por mais de 2h passeando por Japeri e a cordilheira do Tingua.
Em determinado momento o Sérgio me pergunta se eu gostaria de conhecer o seu sitio na região de Araras, o que de imediato aceitei.



Como a condição de térmicas naquele dia não era boa na região de Araras, resolvemos acionar o motor pra fazer esta transição. Quando cruzávamos a vertical de Miguel Pereira o Sérgio resolveu cortar e tentar alguma térmica milagrosa.


região de poucos pousos


No fundo sabíamos ser difícil achar alguma coisa mas continuamos planando em busca de alguma ascendente. Passados alguns minutos e muita altura perdida, resolvemos acionar para aproar Araras. Mas, pra nossa desagradável surpresa, o motor de arranque havia quebrado e aquele barulinho tipo....""pac", 'pac", "pac", que não saiu da minha memoria durante dias, era a certeza que a "roubada" seria inevitável. Estávamos sem motor!



em Japeri


Se tivéssemos numa região com pousos, pastos ou arados, estaríamos mais tranquilos, o problema e que por perto só pequemos vales e morrotes. Tentar pousar ali seria suicídio, tínhamos duas alternativas, acionar o para-quedas de emergência ou tentar, com alguma sorte, pular alguns morrinhos e entrar no vale de Miguel Pereira onde sabíamos existir uma boa área para pouso.
Como o para-quedas é sempre a ultima alternativa resolvemos tentar o vale. Dedos cruzados, e após alguns minutos de coração a 1000 entramos no vale. Cintos apertados, calma e muita concentração em postes, fios, árvores e etc, etc, etc......Nestas horas nada pode dar errado, o "preço" pode ser alto, ou na melhor das hipóteses, caro "demais" $$$$
ainda com as vacas....

Uma longa final e um pouso mais do que perfeito. Estávamos agora no meio de um pasto cercado de vacas, muitas vacas nos olhando, sabíamos que daquela hora em diante o dia ia ser longo, muito longo, cansativo mas extremamente divertido.




em direção a serra de Madureira


Saímos pra voar numa manha de domingo e voltamos pra nossas casas na madrugada de segunda cansados mas cheios de historias pra contar.

Ali foi só o começo de muitas emoções e grandes vôos..... "se chorei ou se sorri o importante e que emoções eu vivi".......... virou nossa balada das "roubadas"


Este video mostra um pouco do que foi nosso resgate..........







Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

A sua crítica é fundamental para melhorar meu blog. Vamos lá, deixem seus comentarios, criticas e sugestoes!

Abraços e bons voos
Nader